7 Encontros inesquecíveis


Da Redação
30/03/2016

Encontrar grandes criaturas marinhas durante o mergulho é, sem duvida, uma experiência inesquecível. O encontro com mantas, tubarões, leões-marinhos e dezenas de outras espécies encantam até os mergulhadores mais experientes, seja pelo tamanho descomunal de algum animais, pela forma como nadam, brincam, interagem com o mergulhador e até mesmo pelo medo que despertam em seus espectadores.

Saber onde encontrar essas espécies torna o mergulho ainda mais fascinante e em alguns casos, até mesmo para aqueles que possuem a certificação básica, já que a maioria dos animais ficam em baixa profundidade. Dá para passar horas observando seus movimentos, e realizar o sonho de tocá-los e até ser carregado por eles. E foi pensando em algumas dessas experiências que selecionamos oito lugares para tornar esse sonho em realidade

 

 

Tubarão-baleia

Galápagos

 

Considerado por muitos mergulhadores o melhor lugar no mundo para encontrar grandes espécies marinhas, Galápagos faz jus a sua fama e surpreende com sua inúmera variedade de animais. São mais de 300 espécies que impressionam, entre eles, o tão cobiçado tubarão-baleia, o maior peixe dos oceanos. De junho a outubro a avistar esses animais nas ilhas setentrionais do arquipélago, como no Arco de Darwin, é garantido. Os tubarões-baleia costumam se alimentar fazendo círculos em forma de 8 em torno do arco. O mergulho consiste em nadar até as proximidades do arco e descer até ficar sobre um platô de pedra, a cerca de 18 metros de profundidade. Durante o passeio submerso é comum o encontro com mais de cinco tubarões-baleia, muitas das vezes, nadando lado-a-lado e impressionando pela velocidade de seus movimentos. Além de encontrar com o enorme bichão, golfinhos, grandes cardumes de xaréu e tubarões-martelo também fazem parte do cenário.

Como chegar:

As agências oferecem pacotes completos com sete dias de mergulho a partir de US$ 3275, com passagens aéreas, acomodação em liveaboard, refeições e equipamentos. Outra opção é ir por conta própria voando para o Equador e em seguida, para a Ilha de San Cristóbal. Há diversas opções de Live aboards mais econômicos.

 

 

Tubarão Branco

Guadalupe

 

Para os mergulhadores mais aventureiros e destemidos que desejam encontrar o belíssimo tubarão branco, a Ilha de Guadalupe, localizada na costa da península de Bajé Califórnia, no oceano Pacifico, é o lugar ideal. A aproximadamente 160 milhas da costa mexicana, é habitada por um belíssimo predador, talvez o mais temido de todos os mares. A aventura começa no vôo até San Diego na Califórnia, de lá até a pequena cidade de Ensenada, no México em um ônibus – a viagem dura somente três horas. A passagem pela fronteira é rápida e simples, seguindo de liveabord rumo a Guadalupe.

Famoso por suas águas claras, a ilha possui uma excelente visibilidade de 25 metros.  Além do mergulho, a Ilha de Guadalupe reserva belezas incomparáveis.

Dicas: Para mergulhar como os brancos na gaiola de superfície não é preciso ser mergulhador certificado. A credencial somente é exigida quando as jaulas são submergidas, o que é opcional.

Como chegar: A viagem para Guadalupe pode ser organizada através das reservas organizadas pela X Divers do site www.xdivers.com.br.

 

 

Tubarão-tigre

Tiger Beach, Bahamas

 

Recomendado a qualquer pessoa que queria conhecer melhor este fascinante animal marinho, o curioso mergulho no meio do mar aberto em Tiger Beach, nas Bahamas, proporciona um encontro incrível com mais de 16 espécies  marinhas, entre eles, o tubarão-tigre. O extraordinário tubarão impressiona por sua dinâmica e pela maneira como utilizada a natureza para se camuflar. Encontrar com este animal entre os belos corais das Bahamas é, sem duvida, um momento inesquecível.

Como chegar:  A viagem pode ser planejada por conta própria, fazendo a reserva pelo site www.stuartcove.com.

 

 

Raias-manta

Revillagigedo, México

 

Além da bela paisagem, o arquipélago de Revillagigedo, a quase  300 milhas da costa mexicana, ao lado do Pacífico, surpreende pela quantidade de mantas durante o mergulho, muitas vezes, encontradas em bandos de quatro ou cinco indivíduos. Seu tamanho também surpreende, algumas das mantas do arquipélago chegam a três metros. Tocá-las é tão fácil que nem mesmo os tubarões-martelo e galha-branca, também comuns no local, conseguem roubar a cena. O segredo para ficar  bastante tempo ao lado das mantas é não avançar em sua direção. Ignorar sua presença aguça a curiosidade do animal que, em poucos minutos, interagem com o mergulhador e permitindo que seja acariciado.

O arquipélago de Revillagigedo é formado por quatro ilhas principais (San benedicto, Socorro, Roca Partida e Clarion) e a melhor forma de curti-lo é embarcando num live aboard, afinal, são mais de 20 horas de navegação a partir de Cabo San Lucas e cinco dias em mar aberto. Há três ou quatro imersões por dia, com temperatura da água girando em torno de 20º CE visibilidade a cerca de 25 metros.

As mantas são mais comuns na Islã San Benedicto, mas Roca Partida também rende ótimos mergulhos, inclusive com várias espécies de tubarões, entre eles, o galha-banca.

Como chegar: Duas boas opções de live aboards são o Solmar V e o Nautilus Explorer: O primeiro oferece melhor conforto e por um custo mais elevado, com pacotes  de nove dias, com tudo incluso. Já o segundo, mais econômico, oferece uma opção com acomodação mais simples . Para chegar em Revillagigedo por conta própria é preciso voar até Cabo San Lucas, de onde partem os barcos para o arquipélago. É preciso fazer conexão na Cidade do México e, de lá, voar para Los Cabos. Os preços dos Live aboards podem ser conferidos nos sites: www.nautilusexplorer.com; www.solmar.com.

 

 

Golfinhos

Bimini Island, Bahamas

 

Um paraíso localizado a 50 milhas de Miami, Bimini oferece um dos mergulhos com golfinhos mais divertidos do mundo, com encontros garantidos todos os dias. Os animais são dóceis e brincalhões, porém, para mantê-los por perto é preciso realizar os movimentos tranquilamente e controlar as  batida de perna.

A regra número um é que os mergulhos são livres, sem cilindro, porque as bolhas podem assustá-los. Alías, essa é a única restrição. Eles nadam, brincam e, dependendo da reação do mergulhador, passam muito tempo por perto. A visibilidade neste lugar é de um imenso azul inacreditável. Um paraíso que encanta e apaixona milhares de pessoas.

Como chegar: A melhor maneira para chegar em Bimini é com o navio Bimini Superfast do Resort World Cassino que parte diariamente do terminal H do porto de Miami às 9h00 e chega em Bimini às 12h30. O navio volta para Miami às 16h00. Há também opção de vôos charters ou de hidroaviões partindo de Fort Lauderdale ou Miami.

Onde ficar: Há varias opções de hospedagem em Bimini, condomínios, pousadas, mas a melhor e mais nova opção é o Bimini Sands Resort e Marina – www.biminisands.com. Outras opções são o Bimini Sands Beach Club, o Sea Crest Hotel, o Thristy Turtle Yachu Club, Bimini Big Game Club Resort e o Big Johns Hotel.

Operadoras de mergulho:Neal Warson’s Bimini Scuba Center – www.biminisands.com; Bimini Big Game Club – www.Biggamechubbimini.com

 

 

Manatees

Crystal River, Flórida

 

Encontrar com esses seres durante um mergulho é sempre uma surpresa agradável. Dóceis e extremante mansos, os manatees da Flórida, um parente do peixe-boi da Amazônia, encantam com seus gestos suaves, possibilitando ao mergulhador tocá-los e até mesmo, abraçá-los. Ao contrário do que acontece com a maioria dos mamíferos não domesticados, é possível até ser carregado por eles.

O segredo para interagir com o estes animais, é deixar o barco à deriva no rio Crystal River, onde acontecem os mergulhos, e entrar na água calmamente, sem fazer barunho. A temperatura varia em torno de 22ºC e a visibilidade e alguns trechos do rio é praticamente ilimitada. O verde predomina e a água é potável. Outra dica importante é deixar sempre que eles iniciem o contato, pois perseguir o animal pode leva-lo a se esconder em uma região de água fria, o que pode ser fatal para o animal, que, por sinal, está em extinção.

O mergulho é livre, realizado sem o cilindro, para evitar que o animal se assuste com as bolhas. As imersões nos rios da região são abertoas o ano interio, mas a melhor época para encontrar os manatees vai de outubro a março.

Como chegar: A Flórida é o único lugar no mundo aonde é possível mergulhar com os manatees. Não existem pacotes diretos para lá, partindo do Brasil. O negócio, portanto, é agendar o mergulho numa operadora local – há varias delas em Crystal River, que fica quase duas horas de carro de Orlando. Os mergulhos são diários e custam cerca de US$30.

 

 

Leão- Marinho

Iquique e Antofagasta, Chile

 

O Chile nunca foi um referencial para mergulho recreativo. Ao contrário, sempre esteve associado à neve e esportes de inverno. É ai que você se engana. O que poucos sabem é que ao lado do deserto de Atacama, às cidades de Iquique e Atofagasta reservam um verdadeiro jardim submerso de fauna e flora invejáveis. Na maioria das vezes, as imersões acontecem em praias artificiais, de areias ou pedras, às vezes apoiadas por embarcações. Logo no primeiro mergulho, em Iquique, é comum nos depararmos com uma colônia de leões-marinhos. Cerca de 50 deles podem ser encontrados na superfície. Grandes e curiosos, esses animais chegam a pesam mais de 200 kg.

Durante o mergulho é necessário cautela para não assustar o hospedeiro, que pode atacar ao se sentir ameaçado. Com rapidez surpreendente e fôlego invejável, esses bichos podem atingir uma velocidade impressionante, indo e vindo da superfície com movimentos circulares e sempre acompanhados.

A temperatura da água chega atingir 15ºC e a visibilidade e alguns trechos é de 10 a 15 metros.

Como chegar: A viagem pode ser planejada por conta própria, com voo para Antofagasta, com escala em Santiago, no Chile. A passagem aérea custa aproximadamente US$ 1083 por pessoa.

 

Fotos: Shutterstock

Compartilhe:

Notícias

Mais acessadas


    Previsão completa


    Revista Mergulho n° 232 – Já nas bancas!

    Compre já seu exemplar!





    Assine nossa newsletter

    Fique por dentro

    Receba as novidades do mundo náutico